Sabe quais são os indicadores para o sucesso do seu negócio?

Você sabe quais são os indicadores mínimos necessários para garantir uma boa gestão e sucesso do seu negócio? Você acha que ter indicadores é algo somente para grandes empresas? Como indicadores que não são financeiros interferem nos resultados da minha empresa?


Hoje em dia é quase impossível abrir ou ter um negócio em que não exista concorrência, sendo imprescindível saber quais devem ser os fatores de análise e comparação e, desta forma, se comparar com a concorrência e elaborar estratégias para no mínimo ser igual, porém, o ideal é que você seja melhor do que seus principais concorrentes.


Todo e qualquer negócio possui aquilo que chamamos de Fatores Chave para o Sucesso - FCS, que são fatores considerados essenciais para a sobrevivência e sucesso da empresa, tendo variações de acordo com o segmento de atuação e modelo de negócio da empresa. Exemplo: para quem está no segmento de alimentação o fator higiene é primordial para o sucesso do negócio.


Confira a seguir alguns dos principais fatores chave de sucesso para ficar atento em seu negócio: 
• Preço: ofereça um preço justo, ou seja, o custo/benefício tem que estar de acordo com o preço, porém, de preferência, foque na venda de valor (diferencial do produto/serviço) para não correr o risco de entrar na guerra por preços no mercado. Aceitar cartões (crédito, débito e refeição) é um fator que aumenta a gama de clientes, porém, apesar dos juros, o aumento de clientes pode compensar o custo adicional das operações.
• Qualidade do produto e/ou serviço: tenha um ou mais diferenciais em seus produtos/serviços, se diferencie da concorrência, seja conhecido como especialista em determinado aspecto em seu segmento de atuação, seja pioneiro e inove sempre, clientes buscam e valorizam este tipo de empresa.
• Atendimento/Satisfação: cumpra o que promete, surpreenda de forma positiva, seja eficiente e cortes, aja com rapidez, tenha empatia pelo cliente e tenha simpatia e entusiasmo para aumentar as chances de satisfação, fidelização de clientes, porém tudo isto requer investimento em capacitação.
• Custos: evite desperdícios, estimule o uso consciente dos recursos, busque constantemente o melhor custo/benefício na compra de produtos/serviços junto aos seus fornecedores, faça parcerias, etc.
• Portfólio de produtos/serviços: crie combos com seus produtos/serviços, dê poder de escolha aos clientes, ofereça opções de personalização do produto/serviço, lembre-se que o leque de opções de soluções que sua empresa oferece deve ajudar o seu cliente a escolher no ato da compra e não gerar dúvidas.
• Recursos (tecnológicos, humanos, intelectuais, financeiros, etc): tenha em sua empresa os recursos essenciais para ter excelência na execução dos processos do seu negócio e ofereça o mínimo necessário para sua equipe trabalhar.

Os dados sobre os fatores acima podem ser obtidos mediante pesquisa de mercado ou em conversas com clientes, vendedores, ou mediante consulta a sites e revistas especializados, anuários, estudos acadêmicos e entre outros. Compare os fatores escolhidos para análise entre sua empresa e a concorrência, avalie em quais aspectos possuiu vantagens pontuando: 1=Fraco, 2=Regular, 3=Bom, 4=Ótimo; e veja em quais fatores sua empresa está em desvantagem.


Os fatores chave de sucesso devem e precisam ser encontrados por meio de um estudo aprofundado dos próprios objetivos da empresa, derivando de sua missão, visão, seus valores e análise do mercado de atuação. Os fatores referem-se a processos que precisam ser executados com excelência em seu mercado de atuação, pois quando estes mesmos fatores são negligenciados ou ignorados, contribuem e muito para o fracasso do negócio e, por este motivo, estes fatores precisam ter indicadores para serem medidos.


Para acompanhar o desempenho das FCS, você precisará de indicadores de desempenho que permitem monitorar/avaliar o desempenho de um dado processo, podendo ser algo quantitativo ou qualitativo estabelecido para um produto, um serviço ou um processo. Os indicadores são importantes para verificar, por exemplo, se a empresa está perdendo ou ganhando dinheiro, para definir prioridades de atuação, tomar decisões seguras, criar histórico, monitorar desempenho e identificar gargalos.

Agora você deve estar se perguntando: quais indicadores devo ter na minha empresa para acompanhar o desempenho do meu negócio em relação as FCS? Bom, antes de responder a esta pergunta, vale a pena frisar algo que você já deve ter percebido.

Indicadores financeiros como margem de contribuição, ponto de equilíbrio, lucratividade e rentabilidade não são os únicos indicadores que você deve ter para o bom gerenciamento do negócio, pois muitos destes indicadores apenas são reflexo do que os demais indicadores mensuram. Por exemplo, se minha equipe de atendimento não prestar um serviço de qualidade muito possivelmente isto afetará o faturamento do meu negócio, mas somente saberei identificar este problema se houver um indicador de satisfação no atendimento.

Na hora da implantação dos indicadores por meio de softwares, aplicativos, planilha eletrônica ou, em último caso, feito manualmente no papel ou com o auxílio de ferramentas, fique atento para que a implantação e a utilização do indicador não tenham um custo maior que o processo a ser medido, ou seja, “o molho não pode sair mais caro que o peixe”, o indicador deve gerar um resultado econômico e/ou financeiro para o negócio, seja por meio de aumento de faturamento ou redução de custos.a

Por: Rafael de Souza, 2 de abril de 2018

Fonte:www.administradores.com.br

Notícias mais recentes

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE) LANÇOU UM PORTAL DE INFORMAÇÕES TOTALMENTE VOLTADO PARA ORIENTAR OS EMPREENDEDORES

Logo na abertura do site, o usuário tem acesso a todos os canais de contato com o Sebrae para receber orientações diretamente de um consultor da sua área de atuação. Além disso, a página reúne as dúvidas mais frequentes sobre como lidar com a crise, com respostas elaboradas pelos técnicos da própria instituição.