COM INFLUÊNCIA DO EFEITO-CALENDÁRIO, VENDAS SOBEM 11,3% NA PRIMEIRA QUINZENA DE FEVEREIRO, REGISTRA ACSP

São Paulo, 19 de fevereiro de 2019. O movimento de vendas do varejo da capital paulista cresceu em média 11,3% na primeira quinzena de fevereiro de 2019 frente ao mesmo período de 2018, segundo o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Os sistemas a prazo (11,4%) e à vista (11,2%) apresentaram resultados próximos. Embora os dados tenham ficado na casa dos dois dígitos, o presidente da entidade, Alencar Burti, ressalta que “o resultado é influenciado pelo efeito-calendário, e não de uma melhora significativa do consumo”.

A principal circunstância que resultou no crescimento é que a primeira quinzena de fevereiro de 2019 teve um dia útil a mais, beneficiando as lojas. “O outro fator é que na quinzena do ano passado ocorreu o Carnaval, data tradicionalmente ruim para o comércio paulistano, o que criou uma base fraca de comparação”, comenta Burti, que também é presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Em 2018 foram 12 dias úteis no período, contra 13 neste ano. Se ambas as quinzenas tivessem sido iguais, o desempenho das vendas teria sido de alta média de 2,8% em 2019. “Fazendo essa correção pela média diária, ainda continuaríamos com saldo positivo, mas num ritmo bem mais parecido com o que vimos no fechamento de janeiro, quando o nosso Balanço de Vendas registrou avanço de 2,6%”.

Carnaval

“No Carnaval, embora sejam vendidos muitos acessórios e adereços, há um êxodo grande de moradores de SP, que viajam para outros municípios, esvaziando as lojas paulistanas. E mesmo o Carnaval de rua de SP, que vem ganhando força nos últimos anos, impacta mais ramos do setor de serviços, como hotéis, bares e restaurantes”, analisa o presidente da ACSP e da FACESP.

Variação mensal

Na comparação com a primeira quinzena de janeiro de 2019, os quinze primeiros dias de fevereiro registraram crescimento médio de 5,9%.

A elevação maior nos itens à vista (9,6%) ? basicamente vestuário, calçados, adereços e objetos de uso pessoal ?, que compreendem artigos de menor valor, pode refletir a procura maior dos consumidores por produtos carnavalescos. As vendas a prazo (2,1%) englobam os segmentos de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos.

Também na comparação mensal houve um dia útil a mais na quinzena de fevereiro. Não fosse isso, o desempenho teria sido muito pior, com queda de 2,3%, alinhado com a variação sazonal média dos últimos três anos. “Em resumo, o varejo em 2019 segue no mesmo passo dos últimos meses, sem grandes variações até o momento”, finaliza Burti.

 

O Balanço de Vendas é elaborado pelo Instituto de Economia da ACSP com base em amostra da Boa Vista Serviços.

 

BALANÇO DE VENDAS ACSP
Variação % - 1º quinzena de fevereiro

Modalidade

Fevereiro 2019 /
Janeiro 2019

Fevereiro 2019 /
Fevereiro 2018

A PRAZO

2,1

11,4

À VISTA

9,6

11,2

Média

5,9

11,3

Fonte: amostra fornecida pela Boa Vista Serviços

Elaboração: Instituto de Economia Gastão Vidigal/ACSP

 

 

 

FONTE: https://www.facesp.com.br/noticia

Notícias mais recentes